sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Miojo - consumo prejudicial à saúde



Não dê miojo e outros macarrões instantâneos para seus filhos

Você sabia que um pacote de macarrão instantâneo tem 80% do sódio necessário para um adulto e ultrapassa a quantidade de sódio apropriada para crianças em um dia? Além disso, o macarrão instantâneo cozinha rápido pois é pré-frito! Isso mesmo, por isto ainda tem um alto conteúdo de gordura (e de péssima qualidade). Tudo bem, é muito conveniente, mas gente: o macarrão normal é rápido e fácil de fazer. Se você comprar o macarrão de arroz fica mais rápido ainda pois cozinha em cerca de 8 minutos ao invés dos 15 minutos normais do macarrão de trigo. Faça um molho de tomate natural com cenoura ralada ou outros legumes e tempere com pouquíssimo sal e muitas ervas (orégano, alho, cebola, tomilho, sálvia, pimenta ou outros de sua preferência). Assim, você não "vicia" o paladar do seu filho com sal e ainda previne doenças futuras como hipertensão e outros problemas cardiovasculares. Por isto, está lançada a campanha: abaixo o macarrão instantâneo!

Melhore sua alimentação e combata a depressão

A depressão é um distúrbio psiquiátrico que afeta o bem estar, o prazer e a felicidade, podendo se manifestar com emoções que incluem tristeza, ansiedade, pessimismo, insônia, perda ou aumento do apetite. As causas da doença são múltiplas como morte de familiar, separação conjugal, menopausa, parto, estresse, desemprego, solidão e distúrbios alimentares. O que é comum em várias destas situações é a diminuição ou mesmo a falta de neurotransmissores (como a serotonina e a dopamina), que são as substâncias responsáveis pelo nosso estado de humor. E o que a alimentação tem a ver com isso tudo? Os nutrientes que consumimos são a base para a produção destes neurotransmissores. Dietas ricas em massas, doces e gorduras são ricas em calorias (que aumenta o peso) porém são pobres em ômega 3, carboidratos integrais, no aminoácido triptofano, nas vitaminas do complexo B, na vitamina C, e nos minerais como o cálcio, o magnésio e o zinco.

Ou seja, o tratamento da depressão passa, necessariamente, pela melhoria do padrão alimentar!

Outro fator relacionado à depressão, ao cansaço, à falta de ânimo e a outras alterações de humor é o mal funcionamento do intestino. Isto ocorre pois 90% da serotonina (esse neurotransmissor da alegria) é produzido no nosso intestino. Mais um motivo para melhorar sua alimentação.

Alimentos importantes:
- Fonte de Zinco: oleaginosas (nozes, castanhas), feijão, lentilha
- Fontes de triptofano: damasco, banana com aveia, castanhas
- Fontes de Carboidratos integrais: pão integral, arroz integral
- Fontes de ácido fólico: espinafre, feijão banco, laranja, aspargo, couve, maçã, soja
- Fontes de Vitamina B6: atum, banana, cereais integrais, levedo de cerveja, arroz integral, cará, alho, gergelim
- Fontes de Magnésio: tofu, soja, cajú, tomate, salmão, espinafre, aveia, arroz integral
- Fontes de Selênio: castanha do Pará, semente de girassol, peixes
- Fontes de Ômega-3: peixes (salmão, atum, bacalhau, arenque, cavalinha, sardinha, truta), óleos de peixe, linhaça.

Você sabe o que é arroz parboilizado?



O arroz parboilizado é um meio termo entre o arroz polido e o integral. Na produção do arroz parboilizado, a ação da água sobre os componentes solúveis do grão (vitaminas hidrossolúveis e sais minerais) provoca sua migração da camada externa, onde estão mais concentrados, para o interior do grão, deixando-o mais rico do ponto de vista nutricional.

Uso de Chás na gravidez...

Por trás do uso de chás durante a gravidez, existem duas questões: a preocupação a respeito dos seus efeitos sobre o bebê; e também a questão levantada pela crendice popular sobre o chá abortivo.
Existe uma concepção sobre o uso de chás para provocar o aborto, especificamente o chá de carqueja. Esta concepção não encontra nenhuma evidência científica, e nenhuma droga é derivada desta planta para fins abortivos, mesmo em situações médicas e terapêuticas.
Na verdade, o uso abusivo de chás, que por sua vez contém substâncias, tais como a cafeína, que podem atravessar a placenta, pode provocar efeitos negativos tanto na mãe, quanto no bebê, mas raramente provocam o aborto. Por isto, são um risco para a gestante.
O seu uso para estas finalidades tem grandes chances de provocar sintomas graves de intoxicação, podendo até mesmo levar a morte da mãe.

Quanto ao uso de chás rotineiros durante a gestação, é importante observar quais chás possuem efeitos benéficos e quais podem prejudicar a mãe e o bebê.
De acordo com nutricionistas, a gestante deve optar pelos chás claros, mas não deve tomá-los todos os dias, sendo que a melhor opção de chá para a gestante é o de erva doce e erva cidreira porque tem efeito calmante.

Chás que podem ser utilizados na gravidez:
Chá de erva doce;
Chá de erva cidreira;


Chás que não devem ser utilizados na gravidez:
Chá mate;
Chá de cravo-da-índia;
Chá de canela;
Chá preto;
Chá branco;
Chá verde.

Fonte da notícia: http://www.bancodesaude.com.br/gravidez/cha-abortivo