quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Alergias Alimentares: Imediatas e Tardias

Alergias alimentares

São manifestações orgânicas conseqüentes das reações que o organismo utiliza contra substâncias estranhas (alergenos) ao seu funcionamento. Estas substâncias podem ser alimentos e/ou ingestantes (toxinas, fungos, aditivos, restos de insetos etc, que estão nos alimentos) e podem ser absorvidas pela pele, inaladas e/ou ingeridas.
--> Sustância (nutriente, toxina, fungo etc) mal digerida ou estranha ao sistema digestório=MACROMOLÉCULAS -> Ativação do Sistema Imunológico (liberação de imunoglobulinas que se ligam à estas macromoléculas formando imunocomplexos -> liberação de HISTAMINA -> ALERGIA ALIMENTAR.

Alergias alimentares imediatas – 1 a 2%
São facilmente associadas com os seus alergenos. Geralmente ocorrem em crianças até 5 anos. Os sintomas variam de acordo com a quantidade de alergeno ingerido e/ou inalado, grau de sensibilidade do indivíduo e local de ação.
- Edemas;- Vasoconstrição;- Pruridos (vermelhidão na pele);- Formação de muco;- Choque anafilático.

Alergias alimentares tardias – 98 a 99%
As reações podem ocorrer de 2 a 3 dias depois do contato inicial com o alergeno. Neste caso, a substância ingerida é consumida freqüentemente, e não apenas uma só vez. Os sintomas dependem da quantidade consumida, freqüência de consumo e o órgão de choque associado. Nem sempre existem sintomas quando a substância é ingerida uma única vez.
Neste caso, a liberação de histamina gera uma sensação de prazer, conforto e relaxamento (pois a histamina, em pequena quantidade, é um relaxante cerebral). Portanto, muitas vezes, o consumo do alimento que causa alergia tardia ocasiona prazer, levando a uma dependência de consumo.
Alimentos com maior potencial alérgico:-
Leite de vaca e seus derivados (queijo, iogurte, sorvete e preparações feitas com leite);
glúten, soja, frutas cítricas, amendoim, frutos do mar, açúcar, fungos, corantes etc.

Sinais e sintomas que podem ser provenientes de Alergias Alimentares Tardias:- Asma, rinite, sinusite, otite, amigdalíte, bronquite;- Cistite de repetição, candidíase, infecções urinárias, enurese noturna;- Diarréia, constipação, colite, gastrite, má absorção, refluxo;- Obesidade, baixo peso, celulite, perda de apetite, anorexia nervosa, bulimia, diabetes, hipertensão arterial, hipercolesterolemia;- Cefaléia, enxaqueca, convulsão;- Insônia, sonolência, depressão, agitação, ansiedade, fadigas inexplicáveis;- Hiperatividade, falta de concentração, alteração de humor, distúrbios de aprendizagem;- Artrite reumatóide, tiroidite, lúpus eritomatoso sistêmico, psoriase, alopecia, fibromialgia;- Acne, eczema, caspa, urticária, dermatite seborréica, dermatite.

Todos estes sintomas ainda podem vir acompanhados por ansiedade, agitação, alteração na qualidade do sono, humor, falta de concentração etc. Ou seja, as alergias alimentares tardias causam reações que podem ser inflamatórias, mentais e/ou emocionais.
Portanto,procure sempre um profissional nutricionista funcional para auxiliar em casos de alergias alimentares.

REFRIGERANTES : porque não devemos tomar?

Versão com açúcar: 1 copo 200 ml contém 2 colheres de sopa de açúcar
O açúcar é um alimento que dá uma falsa informação de que o corpo está recebendo nutrientes, fazendo com que o corpo mobilize uma série de enzimas (feitas a partir de vitaminas) para “ aproveitar” a suposta energia vinda do açúcar. Só que o açúcar não tem nada de vitaminas, minerais ou qualquer outro nutriente, então o que acontece? O corpo só acumula sob forma de gordura, além de queimar vitaminas e minerais que o corpo contém. Resumindo, o açúcar desnutre e intoxica no lugar de alimentar.

Versão sem açúcar:
A versão diet ou zero dos refrigerantes costuma oferecer mais cafeína, e quanto mais cafeína, mais adrenalina e para manter níveis adequados de glicemia com tanto estímulo o cérebro passa a “pedir” mais carboidratos e açúcar, formando um círculo vicioso.
Contém vários adoçantes que nada contribuem para nossa saúde, vão provocar a queima de vitaminas e minerais para sua eliminação pelo organismo.
Contém ácido fosfórico que compete com o cálcio reduzindo sua absorção, podendo comprometer a manutenção da massa óssea, o que é péssimo para as mulheres quando chegar a menopausa.
Apresenta um teor altíssimo de sódio, o que causa retenção de líquidos, elimina cálcio e reduz a disponibilidade de magnésio. Falta de magnésio na circulação leva a maior formação de gordura corporal.

Águas com gás e sabor
Se está pensando em substituir o refrigerante por estas águas com sabor que tem sido a vedete do momento, pode esquecer elas contém grandes quantidades de sódio na sua composição. BASTA LER O RÓTULO.

PARA REDUZIR O CONSUMO sugiro o seguinte procedimento:

Suba em uma balança e pese-se, descreva como se sente neste dia (disposição física, intestino, pés e mãos, bem estar geral)
A partir deste dia, substitua todo o consumo de refrigerante por água, água de coco, suco sem adição de açúcar, chás de ervas, chá de mate gelado. Adoce com stévia para deixá-lo mais saboroso.
Após 7 dias pese-se novamente na mesma balança e anote como se sente

Se valeu a pena, continue evitando refrigerantes, deixando para tomar apenas em momentos especiais e nos quais não tem outra opção.

OS ADITIVOS E SEUS EFEITOS NO ORGANISMO

A alimentação convencional, geralmente é muito artificializada, repleta de corantes químicos, aromatizante perigosos e outros ingredientes orgânicos, aos quais se atribui a causa de número de enfermidades.
E dificilmente o cidadão comum sabe identificar quais são estes aditivos e quais são seus efeitos no organismo.
Tentando reverter um pouco este quadro, apresentamos abaixo alguns destes aditivos utilizados nos alimentos industrializados, o significado dos códigos que os representam e os danos que eles podem causar no organismo.

Aditivos alimentares são:

Antioxidantes
· H.III

· AIV

· BHA(AV)/BHT (AVI)
· Fosfolipídios (AVIII)
· Gelato de propila (AIX)
· EDTA (AXII)
-Aumento da ocorrência de cálculos renais
-Interferência nas enzimas do metabolismo das gorduras
- Ação tóxica sobre o fígado
- Acréscimo do colesterol sanguíneo
- Reações alérgicas, interferem na reprodução de animais de lab.
- Descalcificação e redução da absorção de ferro

Antiumectantes
· Ferrociante de sódio, cálcio ou potássio (AU.VI)
- Intoxicação dos rins

Corantes
· Todos (CI) (CII)
- Reações alérgicas sobre o feto ou são teratogênicos, ou seja, podem fazer nascer crianças deformadas, anemia hemolítica e convulsões.

Conservadores
· Ac. Benzóico (PI)
· Ésteres ác. Hidroxi benzóico (P111)
· Dióxido de enxofre e derivados (PV)
· Antibióticos (PVI)
- Alergias, distúrbios gastrintestinais
- Dermatite, redução de atividade motora
- Redução do nível de vitaminas B1 nos alimentos
- Desenvolvimento de raças de bactérias resistentes aos antibióticos,
Reação de hiper-sensibilidade

Edulcorantes
· Sacarina (DI)
- Causa câncer na bexiga de animais de laboratório

Espessantes
· Em geral
- Irritação da mucosa intestinal, ação laxante

Estabilizantes
· Polifosfatos (ET XV ET XI XVIII)
- Elevação da ocorrência de cálculos renais, distúrbios gastrintestinais

Acidulantes
· Acido acético
- Cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos

Aromatizantes
· Em geral
- Alergia, retardam o crescimento e produzem câncer em animais de laboratório

Umectantes
· Dioctil sulfossussinato de sódio (U111)
- Distúrbios gastrintestinais, circulação pulmonar

Em alguns países, o uso de ciclamatos, consumidos como adoçantes, está proibido em quaisquer condições, por serem comprovadamente causadores de câncer. Contudo o Brasil continua utilizando como adoçantes, sem restrição alguma.
Até algum tempo atrás certas indústrias utilizavam antibióticos como conservantes do leite. Isso era um problema muito grave pois o consumo excessivo de antibióticos prejudica a flora intestinal, alem disso algumas bactérias podem sofrer mutações tornando-se imune a esses medicamentos.
O pior de todos os problemas encontramos nos doces como: balas e chicletes, onde se utiliza EP.V, mais conhecida como goma arábica (aquela cola que usamos nos correios, ou para fazer pipas etc) ela é utilizada como espessantes, para substituir o amido.

ALIMENTOS QUE CONTÉM ADITIVOS RELACIONADOS A REAÇÕES ADVERSAS:

Corantes (C, inclui-CII)
Refrescos, refrigerantes, iogurtes, leites aromatizados e fermentados, gelatinas, pó para pudim e similares, sorvetes, chocolates, bolachas recheadas, balas, chicletes, pó para sucos.

Sulfitos (PV)
Refrescos, refrigerantes, refrescos em pó, xaropes para refrigerantes e embutidos.

Glutamato Monossódico
Molho Shoyo,Temperos prontos, caldos de carne e galinha, patês, salgadinhos, bolachas aromatizadas.

Antioxidantes (Butil hidroxianisol- AV, Butil hidroxitolueno- AVI)
Manteigas, coco ralado, leite de coco, margarinas, óleos e gorduras, produtos de cacau, creme vegetal, produtos desidratados de batata.